quinta-feira, 30 de abril de 2015

CONFRONTOS

Tem manifestação em que a PM desfila sorridente pela avenida, tal qual ala carnavalesca, tirando selfie atrás de selfie com componentes de outras alas da mesma escola de samba, vestidos de verde e amarelo, numa divertida balada de confraternização.
Tem manifestação em que a PM transforma praça pública em verdadeiro campo de guerra e ataca covardamente com bombas de gás lacrimogênio e balas de borracha os professores que se mobilizam para lutar por direitos, deixando mais de 200 educadores feridos, num espetáculo de terror e barbárie.
Decifra-me. Ou devoro-te.
Salve, pátria educadora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário